Você pode estar afundando sua empresa nas redes sociais

As redes sociais são um “sucesso” inegável no Brasil e no mundo. Desde o surgimento do Orkut, em 2004, países como o Brasil e a Índia têm causado uma verdadeira invasão das redes sociais. Hoje o Facebook, fundado por Mark Zuckerberg, também em 2004 – mas que explodiu no Brasil só a partir de 2009 – veio como um tsunami, levando muitas pessoas a cometerem “Orkutcídio”.

Hoje o Facebook já tem mais de 50 millhões de usuários no Brasil. Um lugar com tanta gente se expressando, falando o que pensa e deixando um rastro enorme de informações sobre gostos pessoais e perfis de consumo pode ser um oásis para empresas que estejam dispostas a estarem mais conectadas com sua carteira de clientes, prospects e/ou explorar novos mercados.

Você pode utilizar o Facebook e tirar proveito desse “BOOM” das mídias sociais para sua autopromoção ou para promover a sua empresa. Mas antes de se lançar nesse oceano é preciso tomar alguns cuidados para se certificar de que não há nenhum furo no barco e que você tem suprimentos suficientes para iniciar essa jornada.

Vamos às dicas:

1.

Antes de começar, verifique como anda o atendimento de sua empresa. Se você deixar a desejar no atendimento offline, ir para as redes sociais fará com que mais água ainda entre em seu navio. O ideal é “tapar estes furos” antes de se lançar no mar.

2.

Defina o objetivo das suas ações nas redes sociais: aproximar-se dos clientes, dialogar com eles ou vender algo? Sem um foco bem definido seu navio ficará à deriva.

3.

Crie métricas que possam ser aferidas periodicamente, isso irá ajudá-lo a entender e acompanhar a sua evolução. É preciso saber quão longe ou perto você está dos seus objetivos. Caso você não esteja avançando, talvez seja necessário mudar a estratégia, você não vai querer afundar agora.

4.

O conteúdo é muito importante. Ele deve estar alinhado ao interesse do seu público-alvo e refletir os valores e a imagem da sua empresa. Seja autêntico, capriche nos textos e fotos, monitore e responda aos comentários. As pessoas gostam de interagir e você poderá aprender muito com elas. Isso ajudará a aumentar a sua tripulação.

5.

Por último, e não menos importante: não crie um perfil pessoal para sua empresa no Facebook, pega mal. Você pode criar uma Página para sua empresa e ou negócio local no Facebook, você terá uma série de vantagens em relação a um perfil pessoal e, depois, marcas não têm amigos; pessoas têm amigos.

As dicas de 1 a 4 podem ser aplicadas em várias redes sociais: Facebook, Linked In, Google Plus e outras redes de nicho, um oceano.

Ficou na dúvida? Envie um e-mail com a sua pergunta: rodrigoslompo@gmail.com, levante a mão que eu te jogo uma bóia. Até a próxima edição.

Share on FacebookShare on Google+Tweet about this on TwitterShare on LinkedInEmail this to someone

Não perca mais nenhum post!


Assine nosso blog e receba novos posts gratuitamente em seu email.